ASSASSINADO: Porteiro que foi sequestrado por dívida do filho é encontrado morto

Seja bem vindo
Maceió,04/03/2024

  • A +
  • A -
Publicidade
Publicidade

ASSASSINADO: Porteiro que foi sequestrado por dívida do filho é encontrado morto

Porteiro Virgílio José da Silva, 63 anos, havia sido vítima de sequestro por suposta dívida do filho; corpo foi reconhecido no fim de semana

Fonte: metropoles.com.br
ASSASSINADO: Porteiro que foi sequestrado por dívida do filho é encontrado morto O cadáver do porteiro, abandonado pelos criminosos, foi achado no dia seguinte ao sequestro.
Publicidade

A polícia paulista encontrou o corpo do porteiro Virgílio José da Silva, de 63 anos, que havia sido sequestrado na zona norte da capital paulista, na noite da quarta-feira (31/1). Dois suspeitos do crime estão presos e podem responder por homicídio.

O cadáver do porteiro, abandonado pelos criminosos, foi achado no dia seguinte ao sequestro. Só no fim de semana, no entanto, que familiares de Virgílio fizeram o reconhecimento no Instituto Médico Legal (IML) e confirmaram que o corpo pertencia a ele.

A principal linha de investigação é que o porteiro tenha sido arrebatado por causa de uma dívida de R$ 88 mil do filho. À polícia, a esposa da vítima relatou que, por volta das 22h45 da noite do crime, o casal estava em casa e ouviu a campainha tocar. Do lado de fora do portão, estavam dois falsos entregadores.

Como estava de pijama, a mulher pediu para o marido atender o portão e receber a encomenda, endereçada para o filho de Virgílio. Ao abrir o portão, a vítima acabou rendida. “Rapaz, eu tenho uma filha para criar”, teria dito na hora.

Sequestro

A mulher correu para o portão e disse ter visto o marido ser colocado à força dentro de um Volkswagen Gol, de cor branca, com insulfilme nos vidros. O carro arrancou em seguida.

Pelas imagens de câmeras de segurança, os investigadores viram que dois criminosos tinham desembarcado do carro e usaram um objeto para render Virgílio.

“Antes de saírem, é possível observar que no interior do veículo ocorrem ‘clarões’, aparentando até mesmo ser disparo de arma de fogo. Contudo, um dos algozes passou ao lado com muita tranquilidade, o que demonstrou que pudesse ser luzes de arma de choque”, diz o registro, obtido pelo Metrópoles.

Os policiais também colheram depoimentos de familiares do porteiro e descobriram que um dos seus três filhos, Paulo Henrique Mendes, de 35 anos, teria feito uma viagem de urgência no dia do sequestro.




Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha