Seja bem-vindo
Maceió,18/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade
Publicidade

Em jogo de três pênaltis, Endrick brilha no Bernabéu e Brasil empata com a Espanha

Além do palmeirense, Rodrygo e Paquetá marcaram para a seleção brasileira; Rodri, em duas penalidades, e Dani Olmo fizeram os gols espanhóis

tribunahoje.com
Em jogo de três pênaltis, Endrick brilha no Bernabéu e Brasil empata com a Espanha Endrick fez o segundo gol brasileiro - Foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP
Publicidade

O Brasil buscou o empate contra a Espanha, nesta terça-feira, no Santiago Bernabéu, em amistoso que terminou com o placar de 3x3. Em jogo movimentado, a Seleção saiu atrás do marcador, deixou tudo igual através de Rodrygo e de Endrick, mas viu os espanhóis marcarem no fim da partida. Nos acréscimos, Paquetá converteu de pênalti e empatou o jogo, que ficou marcado por duas penalidade polêmicas a favor do time local.

A partida ficou marcada por uma série de ações de combate ao racismo, tendo como figura central da luta o atacante Vinícius Júnior, do Real Madrid. O jogador foi substituído por Douglas Luiz, no segundo tempo, e saiu de campo sob aplausos dos torcedores.

Com o resultado, Dorival Júnior encerra sua primeira Data Fifa à frente da Seleção de forma invicta. Ele obteve uma vitória e um empate em dois jogos. Contratado para o lugar de Fernando Diniz, o ex-técnico do São Paulo é a grande aposta da CBF para dirigir a equipe na Copa América, que se inicia em junho, nos Estados Unidos.

A Seleção Brasileira agora volta a campo no amistoso contra o México, marcado para 8 de junho. Em seguida, o time enfrenta o Estados Unidos, no dia 12 de junho, em jogo que antecede a estreia na Copa América, contra a Costa Rica.

Já a Espanha, que vinha de derrota para a Colômbia, fará um último teste antes da disputar a Eurocopa. Será contra Andorra, em duelo agendado para 5 de junho.

O jogo

Os primeiros dez minutos foram de domínio da Espanha. A primeira oportunidade surgiu aos quatro minutos, com o garoto Lamine Yamal. Ele teve a sobra após o cruzamento de Cucurella atravessar a área e chutou de primeira, com a perna esquerda, mas mandou por cima do gol de Bento.

Aos nove, Yamal entortou a marcação do Brasil pelo lado direito, cortou Wendell, mas foi derrubado por João Gomes dentro da área. O árbitro não hesitou e assinalou a penalidade. Na cobrança, Rodri bateu firme no meio do gol e fez o primeiro da Espanha: 1x0.

A seleção brasileira chegou com perigo pela primeira vez aos 15 minutos. Em boa jogada individual, Rodrygo invadiu a área e rolou para Vini Júnior, que vinha de trás e chutou fraco, nas mãos de Unai Simón.

Os espanhóis assustaram novamente aos 17. Nico Williams puxou da esquerda para o meio e chutou para fora, mas a bola raspou a trave defendida por Bento. Depois, aos 20, foi a vez de Fabián Ruiz arriscar de longe, sem sucesso.

Com extrema dificuldade de criar jogadas, o Brasil era pressionado pela Espanha e viu o time local aumentar o placar aos 35 minutos, com Dani Olmo. O meia deu uma linda caneta em Beraldo, driblou Bruno Guimarães e finalizou com categoria de canhota, batendo o goleiro Bento.

O Brasil conseguiu descontar dois minutos depois. O goleiro Unai Simón saiu jogando errado e deixou a bola nos pés de Rodrygo, que encobriu o arqueiro espanhol e diminuiu o marcador. Ainda deu tempo de Bento salvar a Seleção no fim do primeiro tempo após uma pancada de Rodri.

Segundo tempo

Pouco tempo após a volta do intervalo, não demorou muito para brilhar a estrela de Endrick. Com quatro minutos, o meia Andreas Pereira cobrou escanteio, Laporte desviou de cabeça e viu a bola sobrar com o garoto, que bateu com a perna esquerda, de primeira, para empatar a partida.

O Brasil quase virou aos seis minutos. Rodrygo fez ótima jogada pela direita, com direito a caneta em Laporte, puxou para o meio e finalizou, mesmo sem ângulo, mas parou em Unai Simón.

Em um segundo tempo movimentado, mas com poucas chances claras de gol, a Espanha retomou a vantagem no fim do jogo. Após lançamento de três dedos de Yamal, Carvajal foi derrubado por Beraldo dentro da área e o árbitro deu o pênalti. Rodri cobrou bem e anotou o terceiro. Ainda deu tempo de Paquetá deixar tudo igual em um pênalti já nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA

ESPANHA 3 X 3 BRASIL

Local: Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)

Data: 26 de março de 2024 (terça-feira)

Horário: às 17h30 (de Brasília)

Árbitro: António Nobre (POR)

Assistentes: Bruno Jesus e Luciano Maia (POR)

VAR: Não houve

Cartões amarelos: Le Normand e Laporte (Espanha); Bruno Guimarães, Lucas Paquetá, Endrick e Andreas Pereira (Brasil)

Cartões vermelhos: Nenhum

GOLS: Rodri, aos 11' do 1ºT (Espanha); Dani Olmo, aos 35' do 1ºT (Espanha); Rodrygo, aos 37' do 1ºT (Brasil); Endrick, aos 4' do 2ºT (Brasil); Rodri, aos 41' do 2ºT (Espanha); Paquetá, aos 50' do 2ºT (Brasil)

ESPANHA: Unai Simón; Carvajal, Le Normand (Cubarsí), Laporte e Cucurella; Rodrigo, Fabián Ruiz e Dani Olmo; Lamine Yamal, Nico Williams e Morata (Oyarzabal).

Técnico: Luis de la Fuente

BRASIL: Bento; Danilo (Yan Couto), Fabrício Bruno, Lucas Beraldo e Wendell; Bruno Guimarães (André), João Gomes (Andreas Pereira) e Lucas Paquetá; Vinícius Júnior (Douglas Luiz), Raphinha (Endrick) e Rodrygo (Galeno).

Técnico: Dorival Júnior.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.