Seja bem-vindo
Maceió,23/05/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Hospital do Coração Alagoano zera a fila de espera em três procedimentos cardíacos

Marcapasso, angioplastia e cateterismo são procedimentos de alta complexidade que não possuem mais fila de espera na rede de saúde estadual

secom/AL
Hospital do Coração Alagoano zera a fila de espera em três procedimentos cardíacos Hospital do Coração Alagoano zerou a fila de espera na Rede de Saúde Estadual em marcapasso, angioplastia e cateterismo, procedimentos de alta complexidade em cardiologia. Foto: Anderson Oliveira / Ascom Sesau
Publicidade

O Hospital do Coração Alagoano, situado no bairro Cidade Universitária, em Maceió, zerou a fila que existia há anos em procedimentos cardíacos de marcapasso, angioplastia e cateterismo. Para se ter a dimensão do feito, desde a inauguração, em setembro de 2022, o hospital atendeu 325 pessoas que necessitavam de marcapassos, incluindo os implante do equipamento e, também de CDI’s, além de troca de geradores e reposicionamento de eletrodos.

 


A unidade hospitalar também realizou 518 angioplastias em 352 pacientes, além de 1.140 cateterismos, todos procedimentos de alta complexidade cardiovascular.


Entre os pacientes beneficiados está a moradora de Cacimbinhas, a aposentada Joseneide França, de 48 anos. “Fiz o procedimento de marcapasso recentemente e estou me recuperando bem, tudo tranquilo. Quero agradecer primeiro a Deus e a toda equipe do Hospital do Coração, pois estão todos de parabéns. Fiz tudo pelo SUS e com um ótimo atendimento, desde a consulta até o procedimento. Só tenho gratidão”, declarou.




Como ela, o professor Felipe Paulino, de apenas 36 anos, é só gratidão. Ele infartou em casa, no município de União dos Palmares. "Eu percebi que algo estava errado, um desconforto diferente, com náuseas, tonturas, coração acelerando, suando muito. Eu lembro que durante a semana, vinha sentindo um formigamento nas mãos e, por já ter perdido parentes por infarto, pedi para minha esposa me levar até o HRM [Hospital Regional da Mata], onde foi comprovado o infarto. Também foram feitos os primeiros direcionamentos, através do Bate Coração, passei pela área Vermelha e UTI. Em seguida, fui encaminhado para cá, onde realizei cateterismo e angioplastia, com colocação de um stent", contou o professor.

 

Ele ressaltou o trabalho das equipes envolvidas em seu tratamento. "Em dois dias, fui acolhido por excelentes profissionais em duas unidades hospitalares, com a realização do meu procedimento cirúrgico. Eu estou bem, recuperado e pronto para viver", falou emocionado.


Inaugurado em 2022, o Hospital do Coração Alagoano mostra a preocupação do Governo de Alagoas com as doenças cardiovasculares, conforme ressaltou Otoni Veríssimo, gestor do hospital. “Essas doenças são a primeira causa de morte tanto a nível nacional quanto mundial. No serviço de Hemodinâmica do Hospital do Coração são realizados procedimentos de alta complexidade nas áreas de cardiologia intervencionista, e em pouco mais de um ano zeramos a fila para procedimentos como cateterismo, angioplastia e marcapasso. Hoje, no estado de Alagoas, não existem mais filas para estes procedimentos", comemorou o gestor.


Segundo ele, a nova realidade em Alagoas aponta para um trabalho realizado em equipe. "Trabalho desenvolvido por um time, que vai desde a gestão da Secretaria de Saúde, na pessoa do secretário Gustavo [Pontes de Miranda] até toda a equipe do Hospital do Coração, que trabalha com dedicação e compromisso, como solicita o governador Paulo Dantas. Com trabalho para o desenvolvimento de Alagoas e coração para cuidar das pessoas. E essa é a nossa missão”, ressaltou Otoni Veríssimo.


Em 2023, o Hospital do Coração Alagoano totalizou 20.117 atendimentos ambulatoriais, uma média de 1.676 por mês. A unidade hospitalar ainda realizou 514 cirurgias e 15.354 exames de imagem, com 1.750 internações. Este ano, até o mês de março, já foram feitos 6.568 atendimentos ambulatoriais, 140 cirurgias, 4.478 exames de imagem e 595 internações.


Sobre o Hospital do Coração Alagoano

 



Construído com recursos do Tesouro Estadual, o hospital recebeu investimentos da ordem de R$ 55 milhões e nasceu para ser referência em Alagoas na assistência cardiológica, sendo de extrema importância para a população. Além de leitos para internação, a unidade hospitalar, conta com um serviço ambulatorial especializado em cardiologia, hemodinâmica e cirurgia cardiovascular de alta complexidade para pacientes adultos e pediátricos.

 

O secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, salientou que os expressivos números alcançados pelo Hospital do Coração Alagoano servem de orgulho para o povo de Alagoas. Conforme o gestor da Sesau, a unidade é a primeira do estado a assistir, exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), pacientes com doenças cardiovasculares.

 

“Desde setembro de 2022, quando foi inaugurado, o Hospital do Coração Alagoano se tornou referência no tratamento dos pacientes com doenças cardíacas. Através de serviços inovadores, contando com profissionais altamente capacitados e um parque tecnológico de última geração, estamos promovendo uma verdadeira revolução na assistência cardiológica prestada pela Rede de Saúde Pública Estadual”, ressaltou gestor da saúde estadual.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.